Tempo…

Publicado por: Milu  :  Categoria: CORRENTES, Tempo...

tempo

A minha amiga donagata lançou-me o repto para dar  continuidade a  uma  corrente de poesia. Tenho reparado que nem todos os blogueres apreciam este tipo de iniciativas e as correntes por aí andam estraçalhadas,  com os elos ao Deus dará, no entanto, pela parte que me toca até gosto de alinhar. Primeiro porque em nada me estorva, depois porque é, ao cabo e ao resto,  mais  uma oportunidade para fazer o gosto ao dedo –  escrever além de  outra coisa que lhe está subsequente – comunicar! Portanto, mãos à obra! Decidi insistir no mesmo tema – o Tempo. À medida que se avança nos anos, o tempo ganha outra dimensão, temos mais consciência de quanto são fugazes alguns momentos! Quando era miúda não via jeitos de crescer, um ano, apenas um ano, parecia uma eternidade!…  Queria tanto deixar de ser criança! Queria tanto ser gente crescida, para ser levada a sério! Para fazer  parte daquele mundo  onde os adultos são soberanos… Ora vou-me deixar de conversas e vá de ir ao que interessa…

barra

Tempo

Tempo — definição da angústia.
Pudesse ao menos eu agrilhoar-te
Ao coração pulsátil dum poema!
Era o devir eterno em harmonia.
Mas foges das vogais, como a frescura
Da tinta com que escrevo.
Fica apenas a tua negra sombra:
— O passado,
Amargura maior, fotografada.

Tempo…
E não haver nada,
Ninguém,
Uma alma penada
Que estrangule a ampulheta duma vez!

Que realize o crime e a perfeição
De cortar aquele fio movediço
De areia
Que nenhum tecelão
É capaz de tecer na sua teia!

Miguel Torga, in “Cântico do Homem”

E os blogs por mim seleccionados para a continuação desta bela e inspiradora corrente são!

Dispersamente

F-se

Macroscopio

O Burriqueiro

Oficina das ideias

Caixa de pregos

tempo


10 Comentarios to “Tempo…”

  1. lino Diz:

    Obrigado pela visita e pelo comentário, Milu.
    Bonito poema do Miguel.

  2. Milu Diz:

    Olá! 😀
    Obrigada eu, quanto ao poema também gostei muito, diz tanta coisa! 😀

  3. Waleria Lima - wallarte Diz:

    Gostei mto do que vc escreveu sobre o tempo, suas vontades, seus desejos…e as imagens usadas nota 10. A sua poesia foi mto bem escolhida.e como tb fui escolhida, por Donagata, vamos ver como vou me sair.

  4. Donagata Diz:

    Miluzinha,. Adorei! E logo foi escolher um dos meus poetas de estimação.

    Obrigada por ter aceite o desafio. Eu também não aceito, nem passo todos, mas quase. Realmente só tenho sido desafiada para cadeias com interesse seja ele a nível cultural ou, até, humorístico.

    mais uma vez obrigada pelo belíssimo poema que nos deu para ler.

  5. Milu Diz:

    Olá Waleria! Obrigada pelas tão simpáticas palavras. São para mim um estímulo importante.Tenho a certeza que vai sair-se muito bem na sua escolha para esta corrente! 😀

  6. Milu Diz:

    Olá Donagata! Não tem que agradecer, andamos por aqui para isto mesmo, para interagir uns com os outros e brincar, cada um à sua maneira, pelo menos eu! 😀 que sou danada para a brincadeira!

  7. Pi Diz:

    Milu,

    Adorei o seu blog!

    Muitissimo bom gosto, grande sensibilidade, e boa escrita, foi o que acabei de encontrar!

    Serei visita da “casa”!

    Beijinho

  8. Milu Diz:

    Olá! Nesse caso o interesse é recíproco! Faz-me bem beber em fontes que transbordam criatividade, energia e alegria! Um beijinho! 😀

  9. polidor Diz:

    Olá Milu…

    então vou preparar…

    um abraço e… bom gosto dos temas descritos

  10. Milu Diz:

    Olá! Obrigada pelo incentivo. Quanto à corrente cá andamos a interagir uns com os outros, pelo menos nestas que nem dão muita mão-de-obra! 😉

Adicionar Comentario