“Esta Gente”

Publicado por: Milu  :  Categoria: "Esta Gente", PARA PENSAR

Esta gente cujo rosto
Às vezes luminoso
E outras vezes tosco

 

Ora me lembra escravos
Ora me lembra reis

 

Faz renascer meu gosto
De luta e de combate
Contra o abutre e a cobra
O porco e o milhafre

 

Pois a gente que tem
O rosto desenhado
Por paciência e fome

 

É a gente em quem
Um país ocupado
Escreve o seu nome

 

E em frente desta gente
Ignorada e pisada
Como a pedra do chão
E mais do que a pedra
Humilhada e calcada

 

Meu canto se renova
E recomeço a busca
Dum país liberto
Duma vida limpa
E dum tempo justo

 

 

(Sophia Andresen, “Esta Gente” in Geografia, 1972: 24-25)

Páscoa. As amêndoas da minha meninice…

Publicado por: Milu  :  Categoria: Sem categoria

Imagem retirada daqui

Nos meus tempos de criança ficava encantada quando me davam amêndoas como estas, porque eram doces e ao mesmo tempo pareciam um brinquedo. Escusado será dizer que estas amêndoas, ou lá o que é isto, não prestam para nada! Bem, talvez não seja bem assim. O que acontece é que actualmente existe muita variedade e cada vez mais requintada. A respeito das amêndoas não se verifica o postulado de que “antigamente é que era bom”.

Estava capaz de dar um sumiço a umas amêndoas de chocolate como estas 😉

 

 

Imagem retirada daqui