Os caminhos da Criatividade

Publicado por: Milu  :  Categoria: Os caminhos..., SOCIEDADE

download

Imagem retirada daqui

 

 

A frase que ouvi no Seminário “Criatitude”que mais sentido fez para mim:

“TEMOS QUE NOS PÔR A JEITO PARA AS COISAS ACONTECEREM”

Serve este post para registar os apontamentos que fiz aquando do Seminário Criatitude, que teve lugar na Escola Superior de Tecnologia e Gestão – Instituto Politécnico de Leiria.

Temas: Empreendedorismo; Criatividade e Inovação.

Caraterísticas do empreendedor: PERSISTÊNCIA; INICIATIVA; AUTO MOTIVAÇÃO; PAIXÃO…

Característica principal do empreendedor: PERSISTÊNCIA. O empreendedor não elimina os obstáculos – CONTORNA-OS. Ser empreendedor é nunca desistir.

PAIXÃO. Gostar do que se faz. Criar a partir do que se gosta de fazer. Não basta dizer que se tem um projeto e ao qual só se dedica em parte. Tem que se estar todo embrenhado nesse projeto, entregar-se por inteiro.

Inovação não tem de ser algo completamente novo. Inovação pode ser uma alteração, algo que já se fazia, mas que se passou a fazer de modo diferente. Assim, inovação pode ser em termos de processo, otimizar os processos, por exemplo.

As boas ideias para negócio são aquelas que resolvem problemas ou preenchem necessidades.

As boas ideias começam com paixão.

As boas ideias têm sempre um apelo comercial.

ideias-estimular-espirito-empreendedor

Imagem retirada daqui

Princípios a ter em conta por quem quer ser empreendedor:

  1. Investir algum tempo a pensar;
  2. Não existe o momento eureka;
  3. As melhores ideias são geradas em grupo;
  4. Get out of the boy;
  5. Não tenha medo de adaptar as suas ideias;
  6. Encare o erro com naturalidade;
  7. Passe toda a informação relevante para o papel/PC

Perfil:

  1. INOVAR – Fazer o que ainda não foi feito;
  2. COMUNICAR – Tornar vastas as redes de conhecimentos;
  3. VENDER – Procurar clientes; fazê-los acreditar que precisam dos nossos produtos.

 

Analise-de-dados-incrementa-mercado-de-contact-center-televendas-cobranca

Análise de mercado:

  1. Quem vai comprar o nosso produto?
  2. Há oferta de produtos semelhantes/substitutos, no mercado?
  3. Qual é a dimensão do mercado?
  4. Esse mercado tem condições financeiras para pagar o justo valor?

CRIATIVIDADE

Crescer = Educação = Criatividade perdida???

Sem Título

Ao visionar esta tabela, que foi apresentada no Seminário, não posso deixar de evocar o filósofo Agostinho da Silva, que costumava dizer, que só gostava das crianças antes delas ir para a escola, isto é, antes de serem por esta “educadas”. Embora considerasse que a educação é necessária, não aprovava a forma como ela se processa, que não deixa à criança a liberdade de se revelar e que lhe mata a espontaneidade.

Por isso, deixamos de dar largas ao nosso cérebro, tudo nos parece mal. Deixamos de ser criativos por questões sociais – são os constrangimentos. Aprendemos a ser não-criativos.

Para se ser criativo podemos começar por pesquisar padrões de conhecimento/comportamento e tentar contrariá-los.

Exemplo: Quando o meu filho, Miguel, frequentava o 2º Ciclo do Ensino Básico, costumava ser alvo de reparos reprovadores e até de alguma chacota por parte dos colegas, só porque à hora do almoço, na cantina escolar, começava a refeição pelo fim, ou seja, em primeiro lugar comia a sobremesa. Instruídas que foram as crianças a iniciarem a refeição pela sopa, aquela inversão na ordem estabelecida era entendida como algo de estranho, um gesto próprio de alguém que tinha “um parafuso a menos”. A criatividade está em fazer de formas diferentes ainda que com as mesmas coisas. A criatividade é um re-arranjo.

Para haver criatividade é necessário ter um pensamento DIVERGENTE. Na abordagem criativa devemos suspender o julgamento, os ímpetos de auto-censura. Porém, devemos proceder de igual modo em relação às ideias dos outros.

Por conseguinte:

“É PRECISO MUITO TEMPO PARA SE TORNAR JOVEM” – Picasso

Diferença entre Criatividade e Inovação:

Criatividade – Produção de Ideias

Inovação – Just do it. Implementação prática da criatividade.

A propósito de acima ter sido referido que a educação, tal como ela se processa, mata a criatividade, além de já não servir o momento presente e muito menos a um futuro que já se pressente, aconselho vivamente o visionamento destes vídeos.


 

 

Adicionar Comentario